Salamanca

Chegamos em Salamanca logo após passar por Ávila. Fizemos a viagem – se você chegou agora e quer situar-se, podes começar por aqui – num busão no melhor estilo cata-jeca (também conhecido como pinga-pinga pelos gaúchos) que parou em todo e qualquer povoado de Castilla y León. Alguns poderiam reclamar do fato de não ter ar condicionado, do modelo do ônibus ser meio antigo, mas o trajeto foi tranquilíssimo e eu adorei! Amo observar a geografia dos lugares, os relevos, as arquiteturas, ir entrando nos povoados, vendo as pessoas que subiam e desciam no ônibus, que andavam pelas ruazinhas, foi tudo de maravilhoso!!!

120720133996
Pelas estradas de Castilla y León…

Salamanca é daquelas cidades que enche os olhos já de chegada, de cara te oferece um magnífico skyline com a vista a partir da Ponte Romana. O ônibus vai se aproximando do rio, a silhueta com a catedral ao fundo vai se desenhando e você se belisca para acreditar se é real.

120720133999
Ainda na janela do ônibus, o visual da Ponte Romana e da Catedral ao fundo.

Foi chegando em Salamanca que eu me senti mochileira de verdade. Por isso pedi para a primeira pessoa que passou na nossa frente tirar uma foto antes de entrarmos no hotel, porque eu já estava maravilhada com a cidade e queria registrar o momento. Como o ser humano foi ágil e querido, e tirou duas fotos, rendeu gif! rsrs

GIF animations generator gifup.com
Mais uma da série “cansados e felizes”.

Salamanca é uma cidade histórica mas pulsante de juventude, cheia de vida e beleza, com forte presença estudantil em parte reflexo de sua universidade secular, a magnífica Universidad de Salamanca (que é a mais antiga da Espanha e a quarta da Europa! segundo a Wiki). Sinceramente, deve ser o máximo estudar por lá!

Além de diversos recantos, tem uma noite agitada de baladas, com barzinhos e discotecas por todos os lados, sua praça central é puro brilho e vibra até altas horas da noite, esticando para vários after hours. Dois dias em Salamanca, com certeza, serão pouco para tanto agito e ainda vai dar vontade de ficar mais (anote aí que estou avisando).130720134030.jpg

130720134032.jpg
Plaza Mayor (douraaaada) de Salamanca.

130720134037.jpg130720134039.jpg130720134041.jpg130720134043.jpg

130720134033
Santa Teresa de Ávila também morou por aqui.

O que fazer

  • Andar e andar e andar… Além da lista de monumentos indispensáveis (que inclui as Catedrais esplêndidas de lindas, a Casa de las Conchas, a Plaza Mayor e a Universidad Pontificia) há também as praças maravilhosas e o verão cultural cheio de intervenções artísticas.

130720134099

130720134080.jpg

130720134101.jpg

130720134079.jpg

140720134142.jpg

120720134011.jpg
Visão única da Catedral Nueva a partir do Huerto de Calixto e Melibea.

130720134107.jpg

  • Cueva de Salamanca: um local cercado de lendas e mistérios que serve de palco para peças teatrais ao ar livre e que ganha iluminação cênica à noite.

120720134013.jpg

130720134053.jpg

  • Curtir a noite na cidade é obrigatório! A Plaza Mayor fer-ve, depois você pode entrar e sair de graça nos bares até escolher qual discotecagem mais lhe agrada (não aconselho ser muito hermético/indie/seletivo) e se pá! ainda rola uma projeção nas paredes da Catedral para tornar tudo ainda mais mágico!

140720134170.jpg140720134177.jpg

Onde ficar

Hotel Emperatriz II – ficamos neste hotel e indicamos por ser tudo limpo e ok no quarto, mas especialmente pela sua excelente localização, em uma das principais vias do centro histórico, tanto que chama-se La Rúa, caminho de milhares de turistas entre a Catedral, a Casa de las Conchas, a Plaza Mayor e a Universidad Pontificia, ou seja, no centro turístico nervoso da cidade. Consideremos uma ótima relação custo/benefício.

Salamanca.jpg130720134056

Comer, comer!

Eu já sabia da tradição do cochinillo asado (leitão assado) na região de Castilla y Léon e decidi que em Salamanca iria matar esta vontade. Então CO-MI, cenário liiiiiindo e tudo mais, mãããs… sem querer ser chata jásendo, preciso confessar que o leitão à pururuca do Sô Delicado aliiii em Piranguçu, aqui em Minas é superior. #prontofalei

Mas Salamanca tem uma infinidade de restaurantes, bares de tapas, aquela culinária espanhola tooooda trabalhada na delícia que não tem como não amar!

120720134025130720134029

Eita cidade difícil! Difícil dizer adeus, difícil separar apenas algumas fotos, difícil fechar o post, difícil não querer voltar… Nós ficamos dois dias por lá e acho que foi um mínimo acertado, quem dera ficar uma vida inteira! A gente vai embora tipo moonwalk, querendo ficar ou ao menos retroceder no dia que chegou…

Bom, depois desta fica difícil controlar a vontade de viajar hein? A nossa por aqui anda a milhão!!! Mas como não temos férias previstas muito menos la plata para viajar, nos contentamos relembrando e escrevendo posts mesmo… Então tá né, conta pra mim das tuas andanças? E até o próximo destino mochilão #cabeçaviaja!

Anúncios

2 comentários sobre “Salamanca

  1. Que relato interessante e belo, de uma cidade que um dia faço questão de conhecer. As fotos estão lindas demais!!!!
    Achei formidável esta colocação: Amo observar a geografia dos lugares, os relevos, as arquiteturas, ir entrando nos povoados, vendo as pessoas que subiam e desciam no ônibus, que andavam pelas ruazinhas, foi tudo de maravilhoso!!! . . . Deu ainda mais vontade de viajar… chega logo férias (e caia dinheiro do céu, hahaha).

    Curtido por 1 pessoa

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s