Bem vindo 2017!

Eu não sei como foi para você, mas este primeiro mês de 2017 já chegou chegando! Diferente do ano passado, que um ano praticamente engatou no outro, neste foi tudo diferente. Foi o primeiro, desde que vim morar no Sul de Minas – ou seja, o primeiro em OITO anos – que passei em casa e tirei férias em janeiro. Tive tempo de parar, respirar, preparar ceia e ganhamos um vale-night da sogra para curtir o reveillón fazendo turismo solo eu e marido. O resultado é que este ano fiz questão de reforçar um ritual de começo de ano: repensar hábitos, melhorar rotinas, reorganizar ideias e ideiais, apontar objetivos.

Apenas nesses primeiros dias de janeiro (e se você nos acompanha no Insta viu disso tudo) eu já:

  • Comi sushi e visitei cachoeiras o dobro de vezes que no ano passado;
  • Recebi minha família do Rio Grande do Sul aqui em casa e fizemos diversos passeios pelo Sul de Minas (e foi lindo!!!);
  • Finalizei projetos em aberto desde 2016;
  • Plantamos mais de 30 árvores e arbustos e comecei o”Caminho das ervas” no sítio do marido.

2017-01-10-09-41-37

Por aqui 2016 passou num susto e foi meio ardido. Mas foi sobretudo um ano de transformação. Como mãe, procurando entender e incentivar a personalidade da minha filha que passa pela idade de dois para três anos numa super agilidade incrível. Como cidadã, tendo meu voto tolhido, mas me prometi, não vou falar de política, até porque parece que o roteiro deste ano já está operando no modo surreal acelerado. De toda maneira, não posso reclamar do ano findo pois aconteceram muitas coisas legais:

  • Botamos a mão na massa na obra do sítio do meu marido e agora temos um lugar para ficar na roça, observando nossas próprias araucárias e vendo o ataque de nossas próprias formigas;
  • Dei cabo na mudança do meu escritório, que já vai mudar de novo, e uma hora eu prometo que mostro aqui;
  • Organizei uma rotina de alimentação decente aqui em casa;
  • Foi o ano em que nossa rotina semanal se solidificou como extremamente mutante (passamos dois dias em Maria da Fé, três dias em Itajubá e dois dias no sítio, faça uma ideia da loucura). O que poderia ser agonizante para muitos (e confesso que foi para mim no começo) mostrou-se como algo que veio para ficar em minha vida e com o qual eu teria de aprender a lidar. Então entendi que ao invés de lamentar, precisava tornar minha rotina mais prática. Com este olhar, passei a deixar as malas prontas e agilizar o almoço já no início da manhã, nos dias em que precisávamos nos deslocar para outra cidade. Como ponto positivo, esta rotina deixou minha família mais leve, mais mochileira, pronta para partir a qualquer momento para uma nova aventura ou passeio em alguma cidade próxima.

Então se não for pedir muito ao universo, nos próximos onze meses que teremos neste ano eu humildemente, desejo:

  • Saúde para mim e todos os meus familiares e amigos;
  • Respeito para todos os seres humanos do universo;
  • Água gelada de cachoeira no cangote de quem gosta;
  • Me dedicar para melhorar a “nutrição” na alimentação da minha família (um dos motivos mor de 2017 para mim!!! figas que eu consiga!!!);
  • Finalizar umas decórzices caseiras aqui e mostrar tudo neste blog querido do seu coração;
  • Que a casa do meu marido no sítio fique cada dia mais linda!
  • Tomar um banho de mar, porque ficou faltando no ano passado.
  • Que os produtos que ando sonhando em criar virem realidade…
  • Que eu consiga me organizar para escrever mais no blog, e reativar diversas tags que andam criando teia de aranha por aqui…

Eu já falei mas não custa repetir, levamos uma vida meio na roça, meio na cidade, completamente andarilha. Tem dias que tem internet, tem dias que nem em sonho. Muitos assuntos eu não consigo desenvolver por aqui, então acabo postando no Instagram, que é a rede social que opovodaroça mais consigo atualizar. Segue a gente por lá!

Nesse meio tempo, se você quiser pode me ajudar, sabe como? Contando aí nos comentários os assuntos que mais deseja ver por aqui e me ajudando a focar sobre o que realmente vale a pena escrever. Me conta o que você quer ler? Viagens? Arquitetura? Interiores? Paisagismo? Maternagem? Dicas de leitura? Comida? (sabia que #nãousousóumrostinhobonito #tambémseicozinhar?) Me ajuda a melhorar este blog? Obrigada pelo carinho sempre e #Vamosjuntos2017!!!

A farofa natalina do Fabricio

Um dia uma amiga me contou (super animada) que tinha botado banana na farofa e que tinha ficado uma delícia. Eu estranhei um pouco, porque meu marido, o farofeiro mor aqui de casa, SEMPRE põe banana e levei uns segundos (com cara de boba) até me dar conta de que isso não era uma regra geral em farofas.

Eu sei meu bem, que na internet é possível encontrar zilhões de receitas de farofa para todos os tipos de gostos. Mãããããsssss como eu nunca na vida comi uma tão gostosa quanto a do meu marido, deixo aqui uma pequena colaboração.

farofa

Na verdade, como tudo na nossa casa, ele faz meio “de olho”, de acordo com os ingredientes que dispomos, mas algumas coisas são básicas e não variam. Então bora lá!

INGREDIENTES

  • 500 gr de farinha de milho amarela flocada (tipo essa aqui)
  • 03 colheres de manteiga
  • 01 cebola grande cortada em cubinhos
  • 150 gr de bacon cortado em cubinhos (porque né, é VIDA!)
  • miúdos de galinha (ou peru, ou aves em geral) também cortados em cubinhos
  • 03 a 04 bananas picadas em cubinhos
  • 02 a 03 ovos cozidos picados
  • 1/3 do pacote de uvas passas (ssssssim, vai ter uvas passas! Se tu não gosta – como eu – simplesmente não põe. Ou deixa de ser enjoado no cantinho do prato, rsrs)
  • azeitonas picadas verdes ou pretas, a gosto
  • temperos tipo salsinha, cebolinha, a gosto
  • sal a gosto

PREPARO

Aquecer a manteiga, refogar nela a cebola até dourar. Acrescentar o bacon e os miúdos, e deixar refogar por uns 5 minutos, até estarem bem cozidos. Juntar as uvas passas (até elas ficarem inchadinhas), as azeitonas e os temperos (salsinha, cebolinha ou o que mais você preferir). Se quiser fazer com antecedência, pare por aqui e reserve. Adicionar as bananas picadas e por último a farinha, deixando-a úmida (se for necessário use mais manteiga). Acerte o sal e pronto! Nhami nhami! A farofa pode ser servida quente ou fria, e pode ser usada para rechear a sua ave natalina.

22

Eu sei, as fotos estão horríveis, mas sejam compreensivos, é porque são muuuuito velhas mesmo (tipo, 2006, acho, rsrs). É que faz um tempão que passo o Natal na casa dos meus pais, no Rio Grande do Sul, e daí que não tenho fotos novas do preparo. Mas este ano tudo vai ser diferente vai rolar Natal na sogra aqui em Minsssss, então cola no nosso Instagram que prometo postar os aprontamentos culinários! Mas ó, para compensar, como bônus mais algumas receitinhas de blogs amigos pras festas de final de ano:

Ufa! Com este post cumpro com louvor o que prometi a mim mesma no post dos Enfeites Natalinos (ficou curiosa? Vai lá ver!) e posso ir pra roça tranquila e contente desplugar dessa vida internética. Logo volto para mentalizarmos um 2017 que deixe esse 2016 medonho no chinelo! Muitos, muitos beijos e um Natal cheio de amor para todos!!!!

Mesas para o Natal e o Ano novo!

Eita que essa semana do Natal chegou e passou num átimo hein? Deu pra respirar por aí? Mas se pá, ainda conseguimos aproveitar esses dias que sobram para aprontar uma bela decoração nas mesas. No que eu puder, estou aqui para te ajudar!

A prova disso é que, desde o ano passado, ando atenta nas produções ao meu redor para te trazer as mesas mais bacanas que passaram na timeline das minhas redes sociais. Vamos ver?

Mesas para noites de festa

A primeira é a mesa da Claudia Prestes e da Aline Calil. A Claudia vocês já conhecem, ela que fez aquela geladeira escândalo e aquele lustre maravilhoso, já está virando praticamente colaboradora oficial aqui do blog com suas ideias geniais! Pois percebam que nessa mesa ela não precisou inventar muito: um porta guardanapo com flor e um arranjo de mosquitinhos, que combinados com trilhos estampados, sousplat de crochê e um belo conjunto de louças fizeram tudo ficar perfeitamente lindo!

img-20160103-wa0001

A segunda mesa que achei um ar-ra-so foi montada pela designer de interiores Leylah Acioli na sua ceia do ano passado. Eu mais do que AMEI o estilo kitsch glitter e veja bem, meu bem, quem não tem bolinhas e festão natalino para caprichar nesta noite? Pois abra seus armários e desentoque as louças mais estilosas que tá chegando a hora de perder o medo de misturá-las!!!1934448_1688382114740629_6286937533508327391_n.jpg10462543_1688382128073961_7043554436261042126_n.jpg10454319_1688382204740620_4713074445337220244_n12400972_1688382144740626_1765500251899445742_n

Meu amigo Luciano Santos, que é um superartista visual, concebeu esta mesa linda para o Diário de Santa Maria no ano passado. Usou chita, velas de diferentes tamanhos, limões, maçãs, folhas verdes de espada de São Jorge e alecrim e o resultado é uma mesa com inspiração brasileira super possível de ser executada na sua casa!

A Katia Bonfadini preparou para o Natal de 2015 uma mesa com motivos bem natalinos, mas também muito possível de ser feita rapidinho: um caixote de madeira, bolinhas coloridas e alecrim deram o tom. Você pode ver mais detalhes dessa mesa linda no blog da Katia, o Casos e Coisas da Bonfa.

10338246_10207972272282649_8520530903568015345_n

A Katia também já montou uma mesa estilosa para este ano, que ela chamou de Reveillón Elegante, cujos elementos de papelaria são realmente LINDOS e podem ser adquiridos na loja dela. Mais fotos e informações no post da Katia.

20161203-bonfa-525

E para não dizer que não falei dos gringos, duas propostas diametralmente diferentes. A primeira via Delineate your Dwelling é uma mesa bem minimalista, com ramos verdes, uns copos coloridos, arranjo de flores central e tchuns, tá feita a decor festiva!minimal-table-decoration-2Para fechar o post, essa mesa bafônica com cascata de flores, que não é a coisa mais simples do mundo de fazer, mas que deixa qualquer comemoração com ar de luxo total, não é mesmo? E de quebra ainda traz aquele ar tropical que super combina com esse nosso verão que já chegou chegando! Encontrei em Sugar and Cloth.

izze-tropical-party-39Como dizem aqui no sul de Minas: ÓIQUI! Tô indo pra roça mas volto a tempo de esquentar a barriga no fogão assando peru e ouvindo “A Harpa e a Cristandade” em looping dia 24 inteiro. Então fica espertx e posta umas fotos bem lindas esse ano pra eu ver tua mesa? Só marcar @cabecadefrade no Instagram, chamar a gente no Facebook ou no Pinterest que ano que vem quero postar a tua decor por aqui, hein? Beijos!

 

Presentes e embalagens feitos por você!

Já fazem alguns bons anos que estamos meio desconectados dessa história de presentes em datas comércio-comemorativas. Mas aí veio Lorena e filho é aquilo, sempre dá uma bagunçada geral nas tuas convicções.

Então como este ano ficaremos em casa nas festas de final de ano, decidi que algo de DIY (traduzindo: nosso amado e querido faça você mesmo com as suas próprias mãozinhas) eu vou fazer! Não só nas decorações, mas no quesito presentes também. Conta o fato de que muitas vezes as pessoas que a gente vai presentear já tem coisas o suficiente e outra que eu sempre gostei de dar algo feito de maneira manual. Aí corri pra cá te mostrar umas ideias, vai que tu, como eu tá precisando se mexer para presentear com carinho…

Presentes criativos para você fazer

flaviaportella

  • Este presente acima foi feito pelo senhor Francisco Salles para a amiga Flávia Portella e veja como é bacana, simples de fazer e pode ganhar utilidade depois! Alguém aí pensou em usar como prateleira para os filhos ou para colocar temperos na cozinha? Pois então!
  • Dcoração, aquele site querido do coração lista 12 ideias de presentes faça você mesmo! Um deles eu já comecei há meses, mas confesso, na costura sou uma enrolação só…

dcoracao-com_organizacao_2015_diy_porta_fone_de_ouvido03

ca-ecologia-presentes-fazer-em-casa-sabonete-artesanal-d-732x412

felt-diy-bottle-flower

  • Sempre lembrando que, para quem gosta, suculentas de verdade (ou plantas em geral) são um ótimo presente!

Embalagens para os presentes

img_20151216_151729771

diy-gift-tag-button-fruit

Joyeux-Noel-Gift-Tag.png

E se for necessário comprar presentes, vamos combinar de lembrar dos pequenos negócios que estão ao nosso redor? Muitas vezes tem uma amiga que faz geléias, outra que faz costurices ou crochês fofos. Neste Natal, vamos fazer circular o dinheiro nos pequenos negócios e famílias que conhecemos? O banner é uma iniciativa Mãe Solo que apoio totalmente!

12313786_533780276783634_1014294309219826653_n

Eu sei, ando atrasada com as promessas que eu mesma me fiz no post dos Enfeites Natalinos, mas essa sou eu, me ame já tô chegando, peraí. Agora me conta, vai rolar um faça você mesma nos presentes? Mostra pra mim? Beijo!

Enfeites natalinos

Tem pisca-pisca para todo lado que se olhe, as amigas já começaram a postar fotos de decoração natalina no Instagram e eu, para variar, nem-me-me-xi. Em sendo uma pessoa que foi criada na religião luterana, tenho crédito até o dia 1º de dezembro para começar a montar e em último caso, não dando tempo de nada mesmo, a gente faz uns riscos de giz na parede como os antigos, rsrs (tô brincando!!!).

Contrariando os anos anteriores, desta vez considero até que me antenei meio cedo. Vejamos pelo lado bom: estamos no meio de novembro e eu vim te trazer um monte de inspirações rápidas pra gente fazer juntos! Vai dar certo! Figas!!! Vamos começar pelos Enfeites de Natal, logo vem post sobre os presentes, a decoração para a mesa natalina e se tudo der certo, até uma receitinha de farofa do marido! Calma aí, Bete!

Enfeites Natalinos

Ano passado me prometi a fazer um calendário de advento e claaaaaro que este ano ainda nem fui na costureira para encomendar, então provavelmente não vai ser em tecido como eu sonhei. Em compensação, achei vários outros modelos legais e montei uma lista incrível de links para colaborar na nossa decoração natalina! Vamos lá?

original_zinc-village-advent-calendar-e1478537641443

As meinhas de Natal são um charme e trazem instantaneamente aquele ar natalino para o lar. Já penduraste as tuas? Estas vi em Mad About the House, mas me lembram muito as que minha mãe pendura (aproveitando: Sassá, tô na fila das costuras pras nossas meinhas do ano que vem, rsrs!!).

stockings

O Dcoração, aquele site que a gente AMA e nos anima a pôr a mão na massa sempre tem uma seleção de ideias fáceis e rápidas para incrementar a decor das festas de final de ano. Uma delas são as garrafas pintadas de spray dourado que fiz pro aniversário de dois anos da Lorena e me acenderam uma nova ideia de reaproveitamento aqui. Aliás, dar um search em “Natal” no Dcoração é encontrar um pequeno tesouro! Obrigada Vivi por disponibilizar tanta conteúdo legal!!!

Guirlandas!

Rental-House-Front-Stoop-update.jpg

  • A querida Nina Braz está ARRASANDO na decor de Natal! Veja você aqui. Pensando seriamente em copiar os flocos de neve em EVA e encher minhas guirlandas de laços…

Agora vamos pro assunto mor Árvore de Natal? Você sabia que existe todo um simbolismo gnóstico sobre a árvore de Natal? Nem eu, marido que veio com esse papo outro dia, mas achei interessante pesquisar as numerologias.

woodland-animal-ornament-christmas-tree-theme-e1353457092310

Por último, mas não menos cheia de graça, a árvore de Natal da minha irmã Fran! Se tem alguém na minha família que soube herdar a tradição de montar bem uma árvore e faz isso com maestria, é minha irmã Francine.

IMG-20151222-WA0020.jpg

A Fran cuida de tudo com carinho, no maior capricho (ela tem até um móvel para guardar o pinheirinho!) e todo ano vai inserindo novos enfeites. O resultado é essa lindeza que me enche de orgulho e emoção a cada Natal!

img-20151222-wa0045

GIF animations generator gifup.com
Jingle bells, jingle bells…

Quer mais? Tem álbum no Pinterest para eu e você nos inspirarmos a montar um Natal feito a mão! Vou aproveitar que é segunda-feira e botar umas metas para alcançar uma decoração de Natal satisfatória. Não é assim que se fala? Então nesses dias que nos restam antecedem ao Natal eu declaro que pretendo:

  1. Fazer um calendário de advento.
  2. Fazer uma árvore de alguma maneira, nem que seja apenas uma lembrança (porque a oficial vamos montar na casa da minha sogra).
  3. Caprichar em alguns presentinhos DIY para os queridos do coração.
  4. Terminar os posts que citei lá em cima (FIGAS duas vezes!!!).
  5. Mostrar no Instagram todos os objetivos alcançados rsrs (acompanha a gente por lá que é o lugar mais provável onde vou conseguir postar o que aprontei).

Beleza? E você? Vai inventar o que por aí? Vamos combinar de uma inspirar a outra?!

Zamora

Zamora foi uma cidade que conhecemos muito de passada na viagem mochilão – se você chegou agora e quer situar-se, o início é por aqui – mas vale registrar, porque pareceu bem interessante à primeira vista. Situada na província de mesmo nome, que por sua vez encontra-se na comunidade autônoma de Castilla y León, chegar até Zamora significa atravessar infinitos campos de feno e paisagens dignas de Miguel de Cervantes y Saavedra.

140720134209.jpg

A utilizamos como um ponto de descanso no caminho entre Salamanca e Puebla de Sanabria, e também porque o acesso a Puebla de Sanabria era escasso, sendo necessária a parada em Zamora. Então aproveitamos para conhecê-la, fazer um lanchinho e fomos surpreendidos com as melhores tapas de toda viagem!!! Fizemos uma via sacra de tapas, passando em diversos bares diferentes e provando tudo que deu vontade!140720134229140720134228

140720134244.jpg140720134246140720134256140720134232.jpg

Só os pratos de cogumelos e salmão acima já valeram ter conhecido Zamora! Mas havia mais, além do patrimônio histórico, característico de toda a Espanha, pudemos observar um modo de vida especial. Não sei se porque pegamos um domingo, logo depois da missa, parecia que estavam todos nas ruas, jovens, casais, idosos, crianças, aproveitando a cidade.

140720134234

140720134218.jpg

140720134216.jpg

140720134281

140720134263.jpg

140720134222
Edifício lindo do Mercado de Abastos de Zamora

140720134261

140720134278.jpg

140720134250

Os espaços públicos também eram bem cuidados: pracinhas infantis (desconto para o piso preto calorento e crédito para o estilo Miró dos brinquedos), pontos de ônibus e mobiliário urbano interessante. E o crème de la crème: pouquíssimos turistas e o estilo de vida verdadeiramente espanhol.

140720134247140720134248.jpg140720134249

140720134240.jpg
Crochês nas vitrines! ❤

140720134236.jpg140720134243140720134237.jpg

Não sei se, a esta altura da viagem, eu já estava sofrendo de espanholite aguda, mas Zamora é uma cidade que eu gostei muito de ter incluído no roteiro. Não tenho hotel, nem restaurante para te indicar, apenas posso te informar que chegamos lá através da companhia de ônibus Alsa.

Se você quiser visitar um lugar fora do over turismo e de quebra saborear legítimas e deliciosas tapas, visite Zamora! Hasta la próxima!

Reciclei o giz de cera e tenho alguns apontamentos

Os primeiros gizes de cera que comprei para Lorena foram do tipo fininhos. Mãe de primeira viagem que sou, não me atentei para o fato de que quebrariam logo que os tirasse da caixa. Pois bem, assim obviamente aconteceu, até eu conseguir encontrar os gizões de cera grossos, que quebram com dificuldade e duram – um pouco – mais. Nesse meio tempo eu fui juntando os caquinhos né um dia construirei um castelo e pesquisando na internet o que fazer com aqueles pedacinhos de giz que surgiam diariamente a cada sessão de pintura, multiplicando-se como Gremlins. Certo é que eu não iria botar fora um material passível de reciclagem, vocês me conhecem…

Na primeira busca já encontrei duas divas da blogosfera, a Luíza Diener do blog Potencial Gestante e a Erika Karpuk do Estudio Dekor e do canal EKTube (gentem, assistão!!! e inscrevam-se!!) com suas próprias receitas de reciclagem de giz de cera. Gostei especialmente da ideia da Luíza de usar caixas de fósforo como fôrmas para fazer tijolinhos de giz de cera, então coloquei a sogra a juntar caixinhas para que um dia eu pudesse fazer. Levou alguns meses, mas quando já tinha caixinhas, tinha também a quantidade de giz suficiente. Aí foi esperar uma tarde de sono da Lorena num sábado e fazer.

– Mas então precisa de post sobre isso, Daniela? Não tá tudo dito acima e cheio de info na rede?

Precisa porque:

  1. Sem querer parecer arrogante, mas eu mudei um pouquinho a receita das gurias, fiz do meu jeito, e gostaria de registrar meus resultados com esta experiência;
  2. Meu marido fica dizendo que sou gênia, que a solução é ótima e que eu deveria postar, rsrsrs (obrigada pelo incentivo amor! ❤ ) e
  3. As cores ficaram tão lindas, fiquei tão apaixonada pelas fotos que vim te mostrar aqui.

O passo a passo é básico e autoilustrativo: juntar os pedacinhos de giz de cera, picar os que estiverem um pouco maior, colocar no tipo de forma que você eleger, forno, esfria e voilá! Mágica das cores realizada!

preparando
Tudo preparado, daí foi pro forno.
2016-10-10 14.24.06.jpg
Tudo derretido e já misturado.

2016-10-10 14.23.54.jpg

secando.jpg
Se-can-do…

2016-10-10-17-16-48

2016-10-10 17.18.11.jpg
❤ Gizes novos e amor total por cores!!! ❤
2016-10-10-17-16-23
“Mamãe, tira foto logo e dá meu gizi novo!!!”

Apontamentos

  • Primeira mudança que fiz da receita original foi isolar as caixinhas de fósforo com fita crepe. Não imaginei que seguraria totalmente a cera derretida, mas foi uma ótima estratégia. Não vazou quase nada das caixinhas.
  • Usei papel alumínio como proteção da forma, para facilitar a vida do marido (que é quem lava louça aqui em casa).
  • Das misturas de cores que tentei fazer, algumas deram certo, outras não… As misturas com laranja e vermelho resultaram todas em um laranja muito parecido. Em compensação, na busca do roxo cheguei num tom de verde piscina incrível! O divertido é justamente ir testando e se surpreendendo com os resultados obtidos.
  • Não precisa deixar muito no forno, fique observando até que tudo esteja derretido. Deixei até borbulhar de leve.
  • Quando tirei do forno, antes de endurecer, algumas cores não estavam totalmente misturadas, então dei uma ajuda misturando com um palito de dentes.
  • Por fim, e mais importante: os gizes não ficam homogêneos. Não sei se deveria deixar mais tempo no forno, mas depois de frios e endurecidos, na hora de desenhar, a parte que ficou para baixo concentrou mais a “cor” tornando-se ótima para desenhar e a parte de cima concentrou mais a parafina, ficando com o traço ruim para desenho, quase sem cor. Alguns ficaram até com uma divisão no meio. Também não ficaram com a superfície muito ultra lista, mas isso eu já imaginava que aconteceria. No próximo teste que fizer, coloco um update aqui nesse post para avisá-los de outros resultados. #peripéciasdanielísticas

2016-10-15 11.03.14.jpgO melhor de tudo é que Lorena adorou e sabe que é um presente que mamãe fez especialmente para ela! ❤ Agora é seguir juntando caquinhos de giz e caixas de fósforo novamente num looping eterno para todo o sempre, aaaamém, rsrs!

Curtiu? Compartilha kazamiga mãe? Muito obrigada! De nada! Bêjo!!!

Salamanca

Chegamos em Salamanca logo após passar por Ávila. Fizemos a viagem – se você chegou agora e quer situar-se, podes começar por aqui – num busão no melhor estilo cata-jeca (também conhecido como pinga-pinga pelos gaúchos) que parou em todo e qualquer povoado de Castilla y León. Alguns poderiam reclamar do fato de não ter ar condicionado, do modelo do ônibus ser meio antigo, mas o trajeto foi tranquilíssimo e eu adorei! Amo observar a geografia dos lugares, os relevos, as arquiteturas, ir entrando nos povoados, vendo as pessoas que subiam e desciam no ônibus, que andavam pelas ruazinhas, foi tudo de maravilhoso!!!

120720133996
Pelas estradas de Castilla y León…

Salamanca é daquelas cidades que enche os olhos já de chegada, de cara te oferece um magnífico skyline com a vista a partir da Ponte Romana. O ônibus vai se aproximando do rio, a silhueta com a catedral ao fundo vai se desenhando e você se belisca para acreditar se é real.

120720133999
Ainda na janela do ônibus, o visual da Ponte Romana e da Catedral ao fundo.

Foi chegando em Salamanca que eu me senti mochileira de verdade. Por isso pedi para a primeira pessoa que passou na nossa frente tirar uma foto antes de entrarmos no hotel, porque eu já estava maravilhada com a cidade e queria registrar o momento. Como o ser humano foi ágil e querido, e tirou duas fotos, rendeu gif! rsrs

GIF animations generator gifup.com
Mais uma da série “cansados e felizes”.

Salamanca é uma cidade histórica mas pulsante de juventude, cheia de vida e beleza, com forte presença estudantil em parte reflexo de sua universidade secular, a magnífica Universidad de Salamanca (que é a mais antiga da Espanha e a quarta da Europa! segundo a Wiki). Sinceramente, deve ser o máximo estudar por lá!

Além de diversos recantos, tem uma noite agitada de baladas, com barzinhos e discotecas por todos os lados, sua praça central é puro brilho e vibra até altas horas da noite, esticando para vários after hours. Dois dias em Salamanca, com certeza, serão pouco para tanto agito e ainda vai dar vontade de ficar mais (anote aí que estou avisando).130720134030.jpg

130720134032.jpg
Plaza Mayor (douraaaada) de Salamanca.

130720134037.jpg130720134039.jpg130720134041.jpg130720134043.jpg

130720134033
Santa Teresa de Ávila também morou por aqui.

O que fazer

  • Andar e andar e andar… Além da lista de monumentos indispensáveis (que inclui as Catedrais esplêndidas de lindas, a Casa de las Conchas, a Plaza Mayor e a Universidad Pontificia) há também as praças maravilhosas e o verão cultural cheio de intervenções artísticas.

130720134099

130720134080.jpg

130720134101.jpg

130720134079.jpg

140720134142.jpg

120720134011.jpg
Visão única da Catedral Nueva a partir do Huerto de Calixto e Melibea.

130720134107.jpg

  • Cueva de Salamanca: um local cercado de lendas e mistérios que serve de palco para peças teatrais ao ar livre e que ganha iluminação cênica à noite.

120720134013.jpg

130720134053.jpg

  • Curtir a noite na cidade é obrigatório! A Plaza Mayor fer-ve, depois você pode entrar e sair de graça nos bares até escolher qual discotecagem mais lhe agrada (não aconselho ser muito hermético/indie/seletivo) e se pá! ainda rola uma projeção nas paredes da Catedral para tornar tudo ainda mais mágico!

140720134170.jpg140720134177.jpg

Onde ficar

Hotel Emperatriz II – ficamos neste hotel e indicamos por ser tudo limpo e ok no quarto, mas especialmente pela sua excelente localização, em uma das principais vias do centro histórico, tanto que chama-se La Rúa, caminho de milhares de turistas entre a Catedral, a Casa de las Conchas, a Plaza Mayor e a Universidad Pontificia, ou seja, no centro turístico nervoso da cidade. Consideremos uma ótima relação custo/benefício.

Salamanca.jpg130720134056

Comer, comer!

Eu já sabia da tradição do cochinillo asado (leitão assado) na região de Castilla y Léon e decidi que em Salamanca iria matar esta vontade. Então CO-MI, cenário liiiiiindo e tudo mais, mãããs… sem querer ser chata jásendo, preciso confessar que o leitão à pururuca do Sô Delicado aliiii em Piranguçu, aqui em Minas é superior. #prontofalei

Mas Salamanca tem uma infinidade de restaurantes, bares de tapas, aquela culinária espanhola tooooda trabalhada na delícia que não tem como não amar!

120720134025130720134029

Eita cidade difícil! Difícil dizer adeus, difícil separar apenas algumas fotos, difícil fechar o post, difícil não querer voltar… Nós ficamos dois dias por lá e acho que foi um mínimo acertado, quem dera ficar uma vida inteira! A gente vai embora tipo moonwalk, querendo ficar ou ao menos retroceder no dia que chegou…

Bom, depois desta fica difícil controlar a vontade de viajar hein? A nossa por aqui anda a milhão!!! Mas como não temos férias previstas muito menos la plata para viajar, nos contentamos relembrando e escrevendo posts mesmo… Então tá né, conta pra mim das tuas andanças? E até o próximo destino mochilão #cabeçaviaja!

O tablet analógico da Lorena e os busy boards

Este post inaugura um assunto do qual devo falar algumas vezes por aqui: brincadeiras infantis. Afinal, desde que Lorena nasceu, há exatos dois anos, seis meses e três dias, ando submersa no universo das crianças e desde que me conheço por gente, me interesso pelo mundo DIY (que naquela época chamava-se faça você mesma).

Inspirada em nossas próprias filosofias parentais e apoiada por diversos textos e alguns livros que tenho lido, aqui em casa procuramos deixar brinquedos disponíveis nos ambientes e oferecer opções de diferentes brincadeiras para Lorena, dando-a autonomia na escolha. Separei um trechinho do maravilhoso post de Teresa Ruas sobre a capacidade ativa de toda criança que traduz melhor parte de meus pensamentos maternos:

“Possibilitar … o brincar, guiado pelas próprias escolhas e condições de nossos filhos, é um meio para potencializarmos a condição ativa de cada criança, empoderando-a para que ela também possa conduzir as suas próprias transformações, respeitando o seu ritmo, o seu tempo, o seu espaço e a sua cultura.”

Juntando o siricutico inventivo com o tanto de coisa que leio, volta e meia ando aprontando algum brinquedo, os quais cato inspirações na internê, obviamente. Pois bem, acompanhando o desenvolvimento da pequena, passei reto pelos Quiet books – visto que, apesar de ser filha de costureira, minha habilidade para costura é nula – e das primeiras peças que me chamaram a atenção para fazer foram os tais Busy boards, que em tradução literal são painéis para manter a criança ocupada ou painéis de atividades. Ora, em certa idade é provável que a criança comece a querer mexer em fechaduras, maçanetas, interruptores, aqui em casa não foi diferente, então antes que o stress começasse a rolar nos objetos oficias de casa, resolvemos dar uma facilitada nas descobertas.

E foi quando vi o projeto deste pai que bombou na rede (thanks for sharing, mr “Teachezofpeachez”) que comecei a maquinar o que de fato eu ia fazer.

1707

Aí foi correr pro Pinterest e montar um álbum. O “Ideário para Lorena” tem desde brinquedos simples e executáveis até móbiles e fantasias, passando por receitas caseiras de massinha de modelar e gelecas coloridas (ainda não fiz, apelei pras prontas) e chegando em paredes escaláveis. Um tanto de coisas que pretendo ir fazendo ao lado da filha, já aproveitei e estou montando também um outro só com atividades de aprendizagem, segue a gente lá!

02-tablet-lorena
Principais inspirações: o primeiro via Dribbles, Nibbles & Scribbles, os outros dois via Pinterest

Ideias a postos, comecei separando o que tinha em casa (porque os projetos aqui são sempre partindo do custo mínimo ou zero) e na primeira ida a loja de materiais de construção comprei os itens mais baratos que encontrei. Não foi muita coisa, apenas três interruptores e um trinco de porta, mas aproveitei e perguntei ao Claudio, o vendedor, se havia algum mostruário de maçaneta fora de linha, algo que fosse para o lixo (coisas que seis anos trabalhando em lojas de materiais de construção te ensinam, babe!). Ele foi ao depósito e rapidamente voltou com uma peça de madeira com a maçaneta já encaixada, um presentão e tanto!!! Foi tirar a foto do ANTES, parafusar os trem e pá-pum, ficou pronto!
materiaistablettabletdalorena

Pessoas, não reparem a parede manchada pelamor, os materiais usados foram:

  • a base redonda de mdf (40 cm) que eu já tinha em casa e pintada na cor laranja – por isso não me preocupei se não combinou com a parede, era o que eu tinha, and that’s it;
  • os três interruptores;
  • a fechadura que já estava fixada num pedaço de mdf;
  • o trinco;
  • as ferramentas de plástico – que eu já tinha dado para ela, mas não tinha onde pendurá-las;
  • e esse suporte escrito “stam” que veio junto com a fechadura, e que depois coloquei um tubo e umas argolas, como você poderá ver nas fotos lá do final.

Fixei na parede e fiquei quieta, esperando ela descobrir sozinha.

Quem é mãe sabe a delícia de ver uma criança descobrindo algo novo, os dedinhos ágeis, os gritinhos, a cara de alegria, pois com este brinquedo foi exatamente assim! E posso dizer que é um brinquedo que funciona, porque desde que foi instalado (há ONZE meses!!) já perdeu todas as ferramentas – vou comprar novas, tô procurando em lojas de 1,99 e ainda não encontrei – mas ainda rende uns bons minutos de mexericação. Aliás, eu pretendia colocar mais apetrechos no painel e no fim das contas, até hoje ainda não o incrementei. Quando rolar faço um update no post, prometo.tabletdalorena3.jpg2016-07-31 10.39.56.jpg

Próximo passo? A inspiração vem desta mãe que transformou caixas de papelão em uma mini cozinha para sua filha, aguardem!!! Beijos e me contem as amigas mães, o que tem rolado de brincadeiras por aí!