De garrafas cortadas a vasos pendurados

Guardei garrafas vazias de Johnnie Walker durante anos (don't ask me why). Antes de ir morar na Bahia (sua linda! um beijo! te amo!) mandei cortá-las em alturas diversas. Na época eu achei que ia sair barato, mas lembro que gastei um dinheirão no total, porque eram sei lá, umas trinta garrafas. Imaginava fazer castiçais, …

Continue lendo De garrafas cortadas a vasos pendurados

O primeiro aniversário da filha… ou como não pirei, nem me rendi aos bichos de isopor.

Em abril minha filha completou um ano. Acompanhar o crescimento (tão rápido, é mesmo verdade!), o desenvolvimento e as fases cognitivas de um ser humano é realmente algo mágico de se viver. A gente repete todos os chavões no maior amor (e às vezes sem nem se dar conta), chora no primeiro passo, baba no …

Continue lendo O primeiro aniversário da filha… ou como não pirei, nem me rendi aos bichos de isopor.

Cantinho do café e a paralisia Pinterest

Desde que descobri o Pinterest, tento me controlar para não sofrer de "paralisia Pinterest", sabe como? Você vai pinando, pinando um álbum da casa maravilhosa e passa tantas horas fazendo isso que no final dá preguiça de mover uma palha resolver afinal qual será seu projeto inicial para a transformação do humilde lar na casa …

Continue lendo Cantinho do café e a paralisia Pinterest

A reforma da moringueira

Tem umas coisas que a gente tem ideia e aí demora meses pra digerir, planejar, tomar vontade e finalmente executar de uma hora pra outra, em questão de poucas horas. Não é assim? Pois foi desse jeito que aconteceu com a moringueira. Aqui eu abro um parênteses para contar que esta moringueira se chama moringueira porque …

Continue lendo A reforma da moringueira